Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ADEUS...

Tentei cantar a esperança, em vão, constrita !
Escrever sobre os momentos tão solitários,
Tentei desenhar a dor em compassos inadequados...

Vi teu rosto no aquário dessas palavras vazias,
Na falta daquela altivez, morre mais uma vez,
A ceia fadada ao destino corrompido da fome...

Dei-te a glória da minha flor, em erupção fatal !
Puseste junto às ruivas,  versos em todas cores,
Esqueceste dos olhos verdes que te perturbam...

Fui à Veneza, Paquistão e à Paris, e ao Egito, em vultos,
Lá pude ver um rei ao lado do Sol, que me estendeu a língua,
Num ato de claridade, fui beijada à ermo ---  mendigos solitários...

Em procelas fui amada, sem os mananciais da sofreguidão,
Numa emudecida nudez, dos Deuses Diáfanos, no chão,
Desceu A Deusa Lua, num traje vermelho e belo !
 ---  Num sonoro Adeus....

LMBLM

*****
Luiza De Marillac Michel
Enviado por Luiza De Marillac Michel em 24/06/2019
Reeditado em 25/06/2019
Código do texto: T6680922
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Luiza De Marillac Michel
São Paulo - São Paulo - Brasil
1384 textos (69930 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/19 11:38)
Luiza De Marillac Michel