Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ÚNICA RAZÃO

Tua simples presença, musa minha,
Por si só já toma, inteirinha,
Minh'alma...
Chegas com a suavidade da aurora
E, linda, num sorriso leva embora
A calma
Qu'inda há pouco peculiar me era
E, num instante, manter não mais pudera -
 
- Não... por mais que me esforçasse,
Jamais lograria eu explicar isso, que dá-se
Em mim...
Porque não há, no mundo, outra razão
Que me deixe esfacelado o coração
Assim...
Tu és a ardente chama que incendeia
Meu peito, qual foras da paixão a candeia,
 
A doce fonte de prazer que me transtorna,
Com essa pele lisa, encantadora, morna,
A despertar
Em meu ser esse amor sem fim que me arrebata
Qual fosse, de emoções, uma cascata
A derramar
Sobre este pobre amante uma torrente
Que hei de ter na memória eternamente,
 
Porquanto amar-te, ainda que uma vez,
É conhecer, enfim, a mor paixão que se desfez
Em luz,
Como a mostrar o caminho a ser seguido,
Neste mundo cruel, sem colorido,
Que aduz
Ainda, a tantos males, o desamor,
Ceifando vidas, da idade inda na flor;
 
Não fora, pois, amor, tua existência
E eu, por certo, não sofreria influência
Alguma
Dessa maravilhosa força da paixão
E nem haveria de sofrer meu coração
Nenhuma
Dor que decorresse da separação,
Porque, do amor, tu és a única razão.


Bom dia, amigos.

Uma excelente sexta-feira a todos, sejam bem-vindos à NOSSA página.
Mario Roberto Guimarães
Enviado por Mario Roberto Guimarães em 13/09/2019
Código do texto: T6743927
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mario Roberto Guimarães
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 67 anos
2103 textos (248745 leituras)
6 áudios (842 audições)
1 e-livros (675 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/19 15:13)
Mario Roberto Guimarães