Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Canto ao meu grande amor-2

Não sei se inventaram uma palavra
Que expresse com total fidelidade nosso amor.
Acho que não...
Pois como uma simples palavra conseguiria
Com letras frias, escritas em um papel,
Descrever esse sentimento tão sublime
Único que divinamente nos acometeu?
Definitivamente não há palavras
No mundo inteiro que possa fazê-lo.
É um sentimento que só o sabe
Quem o vivencia
Quem dia apos dia o presencia
Admira, sente...
Nem ao menos a quantia pode-se medir ou somar
Pois calculo algum pode fazê-lo também.
Até mesmo se eu disser que o amo eternamente
Estaria cometendo um grande equivoco.
Não conheço eternidade, mas.
Desde já posso adiantar que dentro dela
Não há tempo que comporte tanto amor.
Muito mais do que se possa imaginar
Bem mais do que se possa escrever
Muito além do alcance das letras
Eu amo você.
Desse nosso jeito único,
Pois o nosso amor está acima de qualquer comparação
Ou invenção.
Ele é assim, nosso.
E por ser nosso é sublime e exclusivo.
Como borboletas e bromélias
Em um lindo campo azul
De estrelas douradas e flores pardas.
Tálita Lagares
Enviado por Tálita Lagares em 30/09/2007
Código do texto: T675358
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tálita Lagares
Goiânia - Goiás - Brasil, 29 anos
44 textos (5120 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 16:52)
Tálita Lagares