Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Revelação no papel

Ela traz sua revelação no papel
A onde esconde seu segredo
Da imagem do seu coração
Filha de uma família rica
Não tem o poder do pobre
Na sua vida de moralidade
Não vem a ver sua virgindade
A única coisa boa era o prazer
Na sua adolescência física
Era apaixonada por um amigo
Jovem de grande hábito e valor
Veio passar uma temporada
Na fazenda de seus pais
Na fonte de água que se banhava
Ficava de longe me observando
Eu que era levada provocava
Seus pensamentos de predador
Meu sorriso era de menina
A água era um milagre
Seu poder curativo do prazer
Asquerosa revelação da natureza
A onde era fraca seus sentimentos
De um homem ordinário como você
Tolo que é para realizar um olhar
Queria dizer que eu era bonita
Explorando a tensão entre nós
No meu mundo de fantasia
Um romance neste valor
Na minha derrota de ser virgem
Não queria naquele momento
Uma dor de coração sem amor
Não tinha o prazer do orgasmo
Não queria perder minha mocidade
Por uma aventura sem amor
Pois sua paixão era só física
Não tinha razão para querer
Um compromisso para sempre
Porque era somente uma menina
Edilley Possente
Enviado por Edilley Possente em 04/10/2007
Código do texto: T680277
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Edilley Possente). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edilley Possente
São Paulo - São Paulo - Brasil, 52 anos
632 textos (25412 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 04:50)
Edilley Possente