Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Na solidão da noite

Na solidão da noite
Pedindo esmola na rua
Olhos na boneca ferida
Meninas numa noite de chuva
Sentadinha no meio fio
Pensando na própria vida
Medo de sentir abandonada
Já de olhos aberto chorando
Numa infância congelada
Corpos humanos adultos, nus
Junto com os ratos da rua
Fico arrepiado com a vista
Parece que estão vivos
Mais sim o contrário
Parece que estão mortos
Não é preciso ir tão longe
Só você olhar do lado
Que é um mundo real
Edilley Possente
Enviado por Edilley Possente em 05/10/2007
Código do texto: T681482
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Edilley Possente
São Paulo - São Paulo - Brasil, 55 anos
633 textos (25687 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/03/21 05:01)
Edilley Possente