Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Letras 0176 - Prazer


 

Fala no meu ouvido, pede,

não precisa falar de amor,

jogue a roupa por aí,

não explica, vem, deita aqui.

 

 

Se quiser faço promessas,

invado sem perguntas,

sei que compreende,

o prazer é só prazer quando se quer.

 

 

Mistura seu cheiro ao meu,

role nua sobre os lençóis,

não peça, deixa eu te dar,

salto o corpo, assalto o sexo.

 

 

Mostre resistência,

diz não, me provoque mais um pouco,

obriga-me a ficar de lado,

desperta eu instinto caçador.

 

 

Sei seus pontos, meus jeitos de fazer amor,

o orgasmo é vida inteligente,

deixa que ele exista, agora,

aceita-me ou não, vem comigo.

 

 

Nossa cama acumula camadas de prazer,

somos refeições noturnas,

oficio do amor,

pela ordem, um amante próprio do outro.

 

 

Deixa a música gritar com seus gemidos,

o silêncio perturba o desejo,

volte seu rosto e beija o meu,

como se olhasse ontem por trás dos ombros.

 

 

Leva-me junto com seu êxtase maior,

corre, socorre meu gozo eminente,

grita meu nome, agarra com unhas fortes,

corre, indo e vindo minha carne, eu, da sua.

 

 

05/10/2007

Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 05/10/2007
Código do texto: T681948
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 69 anos
4429 textos (117036 leituras)
1 e-livros (168 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 15:42)
Caio Lucas