Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Esperança




 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



 



Esperança



O solo úmido que jaz no tempo

floresce a alma que canta

no vôo solitário da garça.

Que pousa no sossego de mim.



Quando a noite cai em véu

debruço-me aos cotovelos dela

admirando a luz da lua, reluzir,

Colorido noturno de um jardim.



Em prantos acalento a brisa

que traz noticias sua, esperança

da volta afagando meu soluço.



Floresceu a esperança e ressurgiu

no peito o desabrochar do vôo

que agora não mais é solitário.



Paulo Mello

06.10.07









 

 

 

 

 

 


 

 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



Paulo Mello
Enviado por Paulo Mello em 08/10/2007
Código do texto: T685254
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Mello
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 64 anos
446 textos (11390 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 00:54)
Paulo Mello