Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESPERO

"Muitas vezes,para descobrirmos que estamos apaixonados,talvez mesmo para nos apaixonarmos,tem de chegar o dia da separação." MARCEL PROUST

Primeiro a música.
Repete o CD preferido
E finge não estar pensando.

Depois o choque
De se perder pela casa
Procurando algum detalhe
Por onde passou o amor antigo.

Primeiro a noite.
O barulho da chuva na grama...
Luta para esquecer o nome.

Depois,falar sozinho.
Reler cartas antigas na gaveta
Procurando alguma palavra
A muito já esquecida.

Primeiro a esperança
Unida ao fio do telefone...
Atende.Era engano.

Depois,desespero.
Nada! Gritar aos prantos,
Rasgar as cartas e arrepender-se
Como se rasgasse o peito.

De repente o nome
Revela-se num bilhete amarelado,
Como um anjo vingador:

"...Quem sabe um dia
Eu volto pra nós dois,
Mas hoje ainda te odeio
Com toda a força do meu amor.
                        Saudades...
Sua
                   Lenora."

Primeiro o sonho,
Agora,dor.

Gilberto de Carvalho
Enviado por Gilberto de Carvalho em 09/10/2007
Código do texto: T687890
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilberto de Carvalho
Pirajuí - São Paulo - Brasil, 45 anos
302 textos (15605 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 14:06)
Gilberto de Carvalho