Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amei-te

Penso que te amei num instante qualquer.
Qual chuva de verão, veio, caiu e passou
Esse tão breve amor qual furor de mulher,
De repente chegou, se alastrou e cessou.

Eu nem soube dizer que foi que me bateu,
Tão forte me atingiu e tão logo partiu;
Queimou meu coração e logo arrefeceu
A chama que deixou a alma tão febril

Qual numa tempestade um vago raio cai,
Destrói o que se vê e some num segundo,
Assim comigo foi. Esse amor que se esvai
Enlevou meu viver – me largou moribundo.

Mas num momento só, não há que se preocupe;
Tão breve coisa foi que nem pude notar.
Nem sei se te amei e dessa luz me poupe;
Não sei se poderia em tão cedo te amar.

Dizem eles por aí que pr’o amor não há hora,
Se acredito, não sei, mas fui eu quem vivi
Pra ser arrebatado em vida sem demora.
E se não foi amor, não sei então que senti.
Rodrigues Aires
Enviado por Rodrigues Aires em 30/03/2020
Reeditado em 30/03/2020
Código do texto: T6901188
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Rodrigues Aires
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 23 anos
16 textos (190 leituras)
1 e-livros (13 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/04/21 15:46)
Rodrigues Aires