Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ECLIPSADO PELAS DORES DO AMOR

Um dia eu pensei
que vivia no paraíso
que amava e era amado
que tudo era perfeito

de repente descobri
que o inferno era aqui
que tudo era mentira
que a paixão acabou

hoje eu expio as culpas,
os pecados cometidos,
os erros de condutas
tenho meus pés no chão

amanhã ao futuro pertence
nada é certo além da morte
a vida tem que ser vivida
minuto-a-minuto, dia-a-dia...

e o amor pode brotar
no deserto árido de meu coração
a qualquer momento

está eclipsado pelas dores
e pelas decepções vividas
mas ainda há a esperança
que renasça em meu peito

enquanto isto me entrego-me à vida
aos amigos, àqueles que me amam
sempre com medo de amar
sempre com medo de sofrer...

Triste destino têm aqueles
que amaram e não foram correspondidos
seus dias são tristes
restam-lhes a saudade e por último a esperança...
MÁRIO FEIJÓ
Enviado por MÁRIO FEIJÓ em 13/10/2007
Código do texto: T692415
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
MÁRIO FEIJÓ
Capão da Canoa - Rio Grande do Sul - Brasil, 66 anos
4776 textos (298702 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 03:03)
MÁRIO FEIJÓ