Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
VOCÊ FALOU SERIO

Você disse que falou serio
Sobre uma poesia
Uma quadra incompleta
Que a postar você não iria.
Você a escreveu
Para uma poetisa do recanto
Que nutria por um certo tempo
Simpatia e encanto.

Era algo mais forte
Que uma amizade
Uma saudade que doía
E te tirava a tranqüilidade.
Estava se tornando quase um amor
E você isso não queria
Pois podia te trazer dor
E sofrer não mais queria.
Você conhecia os limites
Até onde podia chegar
Pois no peito a saudade doía
E você tentou a situação contornar.

Sentia-se solitário
Fez de tudo para esquecer
Mas ela continuava
A sua vida preencher.
Seus sonhos eram com ela
Seus pensamentos ela dominava
E numa ânsia louca
Você sabia que a amava.

Lutavas contra este sonho
Viajou, caminhou tentando se distrair.
Fez tudo ao seu alcance
Mas de nada adiantou
O amor continuou a existir.
Em suas viagens tentava não pensar
Ias sozinho a todo lugar
Pois sabia que não a iria encontrar
Pensou num amor virtual
Mas este seria o pior mal.

Sem que você quisesse
Ela já fazia parte de sua vida
O amor assim acontece
Num simples gesto ou palavra
Ele toma toda a direção
Fazendo feliz ou infeliz o coração.
Sei que esta poetisa
Sente o mesmo sentimento
Ficou feliz no momento
Em que leu o teu relato
Mas o nome dela é segredo
Que você terá que guardar
Quem sabe um dia o destino
Poderá os dois juntar.













ANGELICA ARANTES
Enviado por ANGELICA ARANTES em 16/10/2007
Código do texto: T696345
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ANGELICA ARANTES
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
4373 textos (289955 leituras)
72 e-livros (3873 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 00:50)
ANGELICA ARANTES