Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ADORNOS DE AMOR*



Atendo a porta me chamando,
Numa insistência tão atrevida,
Indo em vão e só encontrando:
Flores para ti Minha Querida!

Todos os dias se repete a cena,
Na qual recebo aquela missiva,
Insistente, me cerca e acena...
Mais flores pra ti Minha Vida!

Quem me escreve tal bilhete,
Me adorna com amor, energia,
E em meu coração põe enfeite,
Vou ver quem alegra meu dia...

E espera lá fora, com cuidado,
Para descobri, nobre emissário...
Ouve o esposo, bem apressado,
Se despedir indo ao trabalho...

Fecha a porta, olha pros lados...
Deixa flores e papel na soleira...
Sorriso doce, e olhos cerrados,
Presente para sua companheira...

Poema Inédito.
*Núcleo Temático Romântico.
Ibernise . 
Indiara (GO),18.10.2007
Direitos autorais reservados/Lei n. 9.610 de 19.02.1998.

Ibernise
Enviado por Ibernise em 18/10/2007
Reeditado em 12/09/2008
Código do texto: T699622
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Ibernise
Portugal, 67 anos
1348 textos (266837 leituras)
7 áudios (1159 audições)
11 e-livros (31615 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 17:49)
Ibernise

Site do Escritor