Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quem dera...

Quisera eu ser um frasco de cristal
Com uma essência floral para pousar em uma vitrine francesa
Com olhos a me cobiçar e uma nota valiosa poder presentear alguém
Quisera eu ser uma folha seca caída numa rua de flores e folhas secas a enfeitar a estação de um ano qualquer
Quisera eu se a palavra mais bonita saída da boca mais doce de palavras carameladas da poesia elaborada
Quisera eu ser um coração transbordando de amor e paz
Quisera eu ser a gota de orvalho que brilhou naquela folha verde da roseira
Quem dera eu ser Maria Madalena pra ter pousado na Santa Ceia
Quisera eu atravessar o oceano Atlântico e Pacifico num barquinha de papel de seda
Quem dera eu cantar a canção mais amada por todos os poetas
Quem dera eu ser o afeto do feto do útero da mãe de Jesus
Quem dera e quisera eu me chamar Quimera e ser a bela da Fera

Débora Costa
Enviado por Débora Costa em 23/10/2007
Código do texto: T706067

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Costa
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil, 41 anos
24 textos (1257 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 15:25)
Débora Costa