Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Letras 0185 - Partida



 

Escrevam sobre aquele homem que partiu,

nesta noite ele não chorou,

amanheceu e nada de sol,

nada de alegria,

nada além de uma palavra, adeus.

 

 

E foi embora, fui,

levei todos os sonhos de ontem,

chorei um dia, por alguém que ficou,

como parar e esperar mais uma vida?

Caminhei, caminhei minha eternidade.

 

 

Quando alguém tocar seu nome, o meu,

serei uma luz muito distante do corpo,

como se fosse um sol sem calor,

uma pedra que pensava brilhar até o fim,

apenas apaguei, sem calor, sem mais nada.

 

 

Escrevam por favor,

falem do poeta que só desejou falar de amor,

não quis outro sonho,

jamais desejou apagar do papel uma letra se quer,

quem sabe é porque fui triste, um alegre poeta triste.

 

 

Voltei meu rosto aos espelhos do ontem,

não vi nenhuma imagem, não a minha,

devo ter me perdido quando sorri de amor

ou tudo ficou escrito nos papéis rascunhando vida,

não importa o coração, nada mais importa.

 

 

Escrevam aos meninos e meninas enquanto podem,

falem das noites tristes, das manhãs sem sol,

dos corpos às vezes nu de todos os desejos,

falem, falem, mais um dia mais uma noite,

volto a sorrir um dia, nem que seja nas lembranças.

 

 

07/11/2007
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 07/11/2007
Código do texto: T727318
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 69 anos
4429 textos (117049 leituras)
1 e-livros (168 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 10:32)
Caio Lucas