Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Versos Insones

Ao som da madrugada,
componho versos insones,
ora inspirados pela pessoa amada,
ora sentidos por quem me consome...

Cercada na encruzilhada,
me guio por qual sentimento?
Do amor, à distância condenada,
do desejo, inerte ao pensamento?

Quisera eu ser muitas,
me desdobrando por inteiro,
porém sou fraca, única
e me entrego ao devaneio.

Quem, por ventura, me iluminar
que tragas logo seu veredicto,
dubiamente a versejar,
não sou mais nada que um ser perdido.
Vânia Sousa
Enviado por Vânia Sousa em 17/11/2005
Reeditado em 05/07/2018
Código do texto: T72741
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vânia Sousa
Itapetininga - São Paulo - Brasil, 37 anos
44 textos (1431 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/18 13:46)
Vânia Sousa