Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CORPO DE BRONZE


   CORPO DE BRONZE
O tempo esta parado
não há vento,
não há paz sem você,
não há beijos nem boca
para tocar seus cabelos.
seu corpo foge como pássaro.
O sol cor de bronze
vem fazer chorar a rua,
pois não me canso de ter-lhe saudades.
Saudade que faz chorar,
choro que não vai fazer
Com que volte.
Apenas afogar-me-ei
nas suas ondas.
em sua ausência,
não sinto o perfume
da manhã,
não sinto o chão
apenas o vago.
Às vezes ouço passos
Lá fora
e o portão bater,
corro ate a janela
não  há mais janela,
não há também mais porta
somente o passeio vazio
e o teu retrato no criado
enchendo a cama de solidão.

Ricardo Portero
Enviado por Ricardo Portero em 08/11/2007
Código do texto: T729065

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citeo nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo Portero
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
4677 textos (94102 leituras)
2 e-livros (123 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 09:02)
Ricardo Portero