Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
CORPO A CORPO
               


O chão é cama para o amor urgente,
Amor que não espera ir para a cama.
Sobre o tapete ou duro piso, a gente
Compõe de corpo e corpo a úmida trama.

No emaranhado de dois corpos carentes,
Suspiros, sussurros, gemidos – flama
De um prazer tão envolvente,
Resposta a um desejo que clama.

Exaustos – felizes com o presente,
Que Eros sobre nós derrama,
Olhamos um para o outro ternamente,
E para repousar do amor, vamos à cama.
 
****
Carlos Drummond de Andrade
Deley

****
(Perdoem-me a ousadia)
DELEY
Enviado por DELEY em 10/11/2007
Reeditado em 10/11/2007
Código do texto: T731610

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DELEY
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
4981 textos (188718 leituras)
4 e-livros (1657 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 16:09)
DELEY