Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Letras 0190 - O eterno agora




Incontrolável é como te quero,
os passos longos,
no caminho apenas um pensamento,
a mulher que vem em busca de prazer.


Quantas vezes não consigo controlar a noite,
não preciso que amanheça tão logo,
quero ser mais forte que o tempo e parar,
como a boca no beijo da despedida.


Atiça com seus olhos, vira e sai,
espera que corra e te pegue,
engana-se, seu amor está no prazer que dou,
assim como minha vida está na sua.


Sinta meus braços ao seu redor, meu cheiro,
deixa sua língua correr meu peito,
desça, desça se quiser, suba mais as vontades,
excita, suba o corpo, vem pro meu céu.


Deveria agora falar de amor,
não tenho fôlego para tanto, prefiro entrar,
deitar por dentro de todo seu corpo,
prove um pouco mais e diz como nos imaginou.


Se puder desejar, deixa-me perdido dentro de você,
quero o mundo limpo, as dores longes,
o mundo como nossos anseios de paixão,
um elo esquecido só de felicidade.


Hoje deixo você ser lua, ser da rua,
preciso me enlouquecer por mais uma vida,
não quero o ouro dos tolos, nem sol,
sou meia noite, meia porção do prazer que te completa.


Volta pra cama, vem nua do mundo lá fora,
toma meu amor, tomo sua carne crua,
cure meus pesadelos que lhe dou sonhos,
e ama, como jamais amaremos até outro eterno.


12/11/2007
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 12/11/2007
Código do texto: T734215
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 69 anos
4429 textos (117049 leituras)
1 e-livros (168 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 12:40)
Caio Lucas