Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR, QUE LINDO AMAR ASSIM !










foram tantas as lágrimas
sentidas, derramadas,
ocultas em mãos,
lenços e travesseiros;
provadas em minha língua;
bebidas pela minha boca,
ávida de teus olhos tristes,
quando relembrantes;
lágrimas charmosas e incultas,
perfumadas e perdidas;
lágrimas temperadas
e coloridas, de sal e sangue,
de noites mal dormidas...
que nelas sempre mergulhei
com meus sonhos;
fui ao fundo e voltei;
e em cada gota
de tristeza e agonia
morro e ressuscito todo dia...
porque sou parte do teu choro
que se renova, até no rito
menos aflito da alegria...


(Tadeu Paulo -- 2007-11-13)
Tadeu Paulo
Enviado por Tadeu Paulo em 13/11/2007
Código do texto: T735878

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tadeu Paulo
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 74 anos
435 textos (47790 leituras)
2 e-livros (188 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 16:45)
Tadeu Paulo