Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Silenciando Diante Do Amor



Silêncio.
Momento de prece e calma.
Ensaios frequentes
afirmando a linguagem.
Envolta está a alma,
os olhos não veem a miragem.
A pele cheira como flor.
E nessa estada imaginária,
repousa em lençóis puros
a mais doce poesia,
e qualquer impressão contrária,
estará comigo onde eu for.
Silêncio.
Meditação sublime.
Estou diante do amor.


ENIGMA
Enviado por ENIGMA em 14/11/2007
Reeditado em 26/07/2013
Código do texto: T737268
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ENIGMA
Seattle - Washington - Estados Unidos
1120 textos (183179 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 03:30)
ENIGMA