Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dor da saudade

Amarga a dor, que dói e hoje sinto
Corrói, a minha alma, como ácido puro
Por viver de saudades de ti, eu não minto
Estou morrendo  aos poucos. Isso eu te juro.
 
Saudoso dos abraços, que de ti ganhei
Dos beijos muito louco que nos dois trocamos
Das juras de amor que contigo troquei
E quando alucinados, enfim nos amamos
 
Saudades do seu cheiro, que me embriaga
Saudade da tua pele, que me alucina
Saudade de suas mãos, que meu corpo afaga
Saudades, só saudades, de você menina.
TadeuBarueri
Enviado por TadeuBarueri em 15/11/2007
Código do texto: T737713

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Tadeu-Barueri - http://recantodasletras.uol.com.br/autores/tadeubarueri). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
TadeuBarueri
Barueri - São Paulo - Brasil, 61 anos
97 textos (3187 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 04:01)
TadeuBarueri