Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BANQUETE DOS CÉUS

"O rústico, porque é ignorante, vê que o céu é azul; mas, o filósofo, porque é sábio, e distingue o verdadeiro do aparente, vê que aquilo que parece céu azul, nem é azul nem é céu." Padre Antonio Vieira (1606-1697)

Participa a beleza
Na criação da mesa
Sagrada e Misteriosa
Ousada e Vacilante
Exalta a Passagem
Do instante Perdido...

Gozos Inefáveis
Harpas Plebéias
Apetite Consagrado
Inclinado e Comovido
Às delícias da Terra
Etéreas e Mortais...

As nozes e as cerejas
Avelãs e sementes
Regadas à Vinho Branco
Da Pureza mais que Celestial...
Simplicidade Franciscana
Num Virado de Natal...

Quem não é Dúbio
Numa entrega fatal
Sem renúncia de desejos
Poesia e diversos queijos
Anjos e Querubins dançantes
Numa superposição tão festiva?

Luiza De Marillac Bessa Luna Michel
20 de novembro de 2007 - 23h14
Luiza De Marillac Bessa Luna Michel
Enviado por Luiza De Marillac Bessa Luna Michel em 20/11/2007
Reeditado em 27/11/2007
Código do texto: T745426

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luiza De Marillac Bessa Luna Michel
São Paulo - São Paulo - Brasil
2730 textos (109176 leituras)
2 áudios (267 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 02:44)
Luiza De Marillac Bessa Luna Michel