Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMAR DELICADAMENTE

Amemos na delicada noite
Que o dia há de nos separar
Com seu odioso açoite
Amemos na delicada noite
Sob a complacência das estrelas
Sofregamente
Porque o amor é uma festa
Olha meu bem!
Há o concreto impenetrável da realidade
Fechando as portas aos sentimentos
E sem amor a vida é indigesta
O amor é brisa matutina
Que entra pela pequena fresta
Por onde passará a felicidade
E a felicidade é o que há de melhor
Quando a dor se manifesta
Amemos, que a noite é delicada
Silenciosamente, só nós dois
Porque amar é o que nos resta

 
Celio Govedice
Enviado por Celio Govedice em 21/11/2007
Código do texto: T745825

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Celio Govedice
Santana de Parnaíba - São Paulo - Brasil
1280 textos (70057 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 14:26)
Celio Govedice