Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor não correspondido

Poetas cantam o amor
O amor correspondido, ou não,
No rumo do correspondido corro na contramão
Porque sou do amor náo correspondido.

Isso mesmo, o amor não correspondido
Esse que pára, corré, pára, corre de novo,
Vai pelas esquinas, pelos bares, pelas páginas
Até virarem obras-primas.

Eu canto o amor não correspondido
Quando o homem (ou a mulher) ama
Mas não é correspondido(a),
Gerando, ou não, melancolia.

Pois se trata de algo difícil
Uma conquista complicada
Uns conseguem, outros não
E quem não consegue lida com isso do seu jeito.

Às vezes se a pessoa não conseguir
Gera até discriminação
Acha-se que ele(a) náo está com nada
Não fazendo a mínima questão de entender.

Ou seja, tem quem acha que é fácil
Que é só chegar e ...
Mas chegar é difícil
E pode até ser perigoso.

E para encerrar esta composição que voce está lendo
Sou do não correspondido mesmo!
Deixa falar quem quiser
Sou poeta e sei o que faço (e o que escrevo).
Tiago Araújo
Enviado por Tiago Araújo em 21/11/2007
Código do texto: T746602
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tiago Araújo
São Paulo - São Paulo - Brasil, 34 anos
38 textos (2120 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 12:38)
Tiago Araújo