Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Jardin des délices

O céu se distrai
nas bocas das noites acesas

(e frescas,
roubadas pelas estrelas cadentes).

a lua sob a carne
do desejo
estremece.

O céu do teu olhar azul
me confunde

e liberta meus pássaros internos

asas para os infernos
de minha alma louca.

Nos meus mapas secretos
procuro teus rastros

nas madrugadas
iluminadas pelo farol de Santa Marta.

Em alguma ilha
destes imensos brasis
povoados de mistérios.

Encontro
nas pegadas da areia branca
teu cheiro de maresia.
 
E conjugo
estes verbos

 - versos de luz -
nas asas de uma borboleta.

Esconjuro
o silêncio das mariposas

e leio tuas cartas peregrinas
recheadas de parábolas.

Teu retrato pulsa
a solidão galga nas sombras
da saudade

e devora
o meu desespero

gota a gota
amor e loucura
gotejam

e se rompem
as barreiras da farsa
no jardin des délices.

Sensualité
e rara beleza

cravejada de pedras preciosas
dentro do teu olhar azul.





Verônica Partinski
Enviado por Verônica Partinski em 23/11/2007
Reeditado em 07/12/2007
Código do texto: T749808

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Verônica Partinski
São Paulo - São Paulo - Brasil
361 textos (12830 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 03:31)
Verônica Partinski