Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HUMANIDADE PRA ELA

Castigado por todo canto
recordo seu romantismo neste encanto;
dos homens animais
e ervas do campo,
encontro-me quase esquecido, portanto,
por aquela mulher, sem ideais.


Mesmo os pássaros, meus amigos
se amedrontam de mim, mesmo os antigos,
abrindo em largas e esparças distancias
seus vôos. Acalentando-se
intrépidamente mais longe
de mim.


Ó mestre ! Varrerei tudo
que mandares desta mente,
só pra que ensines a mim,
e a ela,
o quanto é doce amar.


Se mo permitires. Este coração
cobrir-se-a
com toda certeza, de carinho
e humanidade pra ela.



Do Manuscrito: Rosas ..... Por quê Espinhos  ?
Quando escrevi estes versos, os fiz em dedicação a WALDIR AZEVEDO ( in memorian ), muitas saudades, de um homem espetáculo.
tabayara sol e sul
Enviado por tabayara sol e sul em 26/11/2007
Reeditado em 02/01/2009
Código do texto: T754165
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
tabayara sol e sul
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 70 anos
615 textos (123036 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 19:12)
tabayara sol e sul