Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alguém que me espera...dois.

Alguém Dois.


Quem sabe em outra oportunidade eu possa dizer a verdade
e reconquistar o amor perdido que deixei morrer antes de nascer.
Quem sabe quando eu morrer, você não vai me ver, e como um “anjo”
de asas douradas descer até a mim, na plenitude do meu inferno
e me resgatar com teu amor e fazer nevar como se fosse inverno,
amenizando a minha dor para que eu possa reviver o nosso amor.
Me leva voando em suas asas douradas a um paraíso
onde eu possa viver tranquilo enquanto me reabilito
dos meus erros do passado e enganos temporários
quem sabe você não me dá asas e me ensina a voar
e sentindo a liberdade no ar eu possa respeitar a vida
e acreditar em Deus, e fazer bom uso do meu livre-arbítrio
e aí podemos voar juntos, livres dos pecados da alma
cuida de mim agora, e me ensina a cuidar de você
e como um sonho de verdade
 vamos crescer juntos
com um único objetivo
sermos felizes.
Mas não me acorda agora eu posso estar ainda no inferno.
Mas no amor da primavera,
no calor do verão,
na transição do outono,
na plenitude do inverno,
eu estou certo que você vai me
resgatar.
Enquanto isso eu espero, afinal é inverno.
OBS: Não demora!!!

Ricardo di Paula, 23/09/07.

Ricardo di Paula
Enviado por Ricardo di Paula em 28/11/2007
Código do texto: T755959

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ricardo di Paula.(ricardo.mync@ig.com.br)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo di Paula
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 49 anos
327 textos (72845 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 14:18)
Ricardo di Paula