Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

De tanto querer

De tanto querer, busquei estrelas,
Uma a uma, contei-as...Perdi-me no tempo.
Meus versos não são mais meus
(Mas as palavras ainda fluem de mim)
Misturaram-se em sonhos bons
Dos quais acordamos felizes,
Que ainda vou ter...
...E viver!

De tanto querer, tive fé em passagens.
Abri portas, escancarei janelas...
Fiz comédias e dramas, belos ou não,
E vivenciei-os em cada um dos meus dias.
Pedi ajuda aos anjos, que te trouxessem,
Mesmo que viesses em pedaços.
E ficasses comigo.
Eu tornar-te-ia inteiro...

De tanto querer, plantei flores,
Reguei-as com meu pranto,
E as esperei crescer.
...Mas não pude colhê-las.
Vi, a cada dia, como se morre,
(Mesmo estando viva)
No sofrimento intenso de não ter.
(ou na ânsia de querer apenas ser...)

De tanto querer, fiz do corpo uma viagem,
Sem preocupação de volta...Apenas fui,
Pra dentro de mim - e te levei junto...
( em meus pensamentos mais puros)
De tanto querer, esqueci-me dos medos,
Das tentativas vãs de esquecer...
Fui adiante... E feneci
(havia ínfima esperança de um dia, renascer)
Na ponta do canto de amor, que fica.
(Na saudade imensa do meu querer...)

®Sunny Lóra
Denise Severgnini
Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 30/11/2007
Reeditado em 30/11/2007
Código do texto: T759898

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Denise de Souza Severgnini http://www.denisesevergnini.recantodasletras.com.br) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 58 anos
11345 textos (924671 leituras)
16 áudios (8891 audições)
311 e-livros (34215 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 20:20)
Denise Severgnini