Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Insensatez de Amor

Precisava te sentir
Para tomar consciência de mim
mesmo sem existir
Definiria a razão de ser assim
na insanidade de tanto querer...
Anseio doentio, sem fim...

Deixei-me te abraçar
Atar-me em liame imaginário
mesmo sendo alucinação,
Desfiei todas as contas do rosário
Pra não morrer de solidão...
Amei-te e não foste solidário.

Deixei-me te ouvir
Em sussurros ausentes
mesmo sabendo ser vento
Que permeia momentos descontentes,
rumor da brisa do mar.
Sons internos de saudades dormentes.

Quis sonhar e tive receio
De acordar novamente só.
E nesta realidade  enlouquecer
Garganta apertada por um nó
arrependida de não ter me entregado.
Tu partiste sem nenhum dó.

Edi Diniz
Denise Severgnini


Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 02/12/2007
Código do texto: T762177

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Denise de Souza Severgnini http://www.denisesevergnini.recantodasletras.com.br) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 58 anos
11345 textos (924633 leituras)
16 áudios (8891 audições)
311 e-livros (34215 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 08:06)
Denise Severgnini