Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NUA NOITE

Nua noite que de estrelas se despiu
cobre-me com teu manto lúgubre
aquieta-me a alma em pranto
e cessa esse teu canto fúnebre!

Faz-me aquiescer o desencanto
que ao frescor desse teu sândalo
tirou-me a razão e o centro
fazendo-me entregar ao desalento

de um amor que deixei se perder

Devolve-me enfim a alegria
traz-me a aurora de um novo dia
em que os jasmins me perfumem
em que eu me banhe no lume

faz das certezas de outrora
dos desenganos de agora
os anseios de um amor futuro
e aos teus pés, agora eu lhe juro

Jamais hei de deixá-lo morrer!


Monica San
Enviado por Monica San em 06/12/2007
Código do texto: T767273

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Monica San
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil, 47 anos
251 textos (6438 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 17:47)
Monica San