Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ORGULHO

Sentimento nocivo, asfixiante…
Barramento abjecto, vil artimanha!
Cegueira arrogada, alta montanha,
Intumescida de nada, latejante…

Sinto agora o vazio alucinante,
Que me armadilhou pela entranha…
Consiga eu desfazer a barganha,
E voltar à humildade calmante!

Revelo-me incompleta, na espera
Quero paz, recuso o barulho.
Cavo o sereno na atmosfera

E quanto mais alto mergulho,
Tacteio humilde, sou primavera!
Afasto, desprezo, mato o orgulho.
PCS
Enviado por PCS em 07/12/2007
Código do texto: T769189

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
PCS
Portugal, 50 anos
30 textos (1229 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 09:53)
PCS