Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Como é doce o som da sua voz,
que vindo como ondas,
rompe tempos e espaços,
vindo pousar em meu ouvido,
como um pássaro em seu ninho,
a lançar o seu trinado!
E o som que emites,
vem adocicado,
cada palavra, cada interjeição e cada silaba,
que me falas em tom pausado,
vem recostar-se em meu peito,
escorregando de meu ouvido!
E me aporta no peito, então...
E me pega com a respiração ofegante,
ante a sua voz que me fala de amor e paixão!
Como é bom o romper do silêncio,
em que me envolvia a solidão!
Essa voz, esse som,
embala meu coração com ternura!
Creio em tudo o que me falas,
creio mais quando olho em teus olhos,
e em tuas retinas vejo refletir a minha cara!
Como é doce o som da sua voz,
que toca o ouvido agora!

29/11/2005
Edvaldo Rosa
Enviado por Edvaldo Rosa em 29/11/2005
Código do texto: T78603
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Edvaldo Rosa
São Paulo - São Paulo - Brasil, 58 anos
1803 textos (188031 leituras)
23 áudios (10852 audições)
38 e-livros (10637 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/02/20 23:47)
Edvaldo Rosa

Site do Escritor