Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Luar noite.

Embebido de um rubro vermelho enlouquecedor
Me faço são, de uma solidão doce...
E numa noite escura, perde-se o delicar
Torno-me agressivo, odioso, melancólico e apaixonante
Enquanto ele não vem, me faço feliz
Bebendo águas, que tampoucos lábios já sentiram
O sabor da dificuldade, com um toque de desejo amargo
Fazendo um liame entre amor e saudade
Termino por fim, um sono de dormir.
Diogo Castro
Enviado por Diogo Castro em 08/01/2008
Reeditado em 08/01/2008
Código do texto: T808873


Comentários

Sobre o autor
Diogo Castro
Jacareí - São Paulo - Brasil, 32 anos
68 textos (2861 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/05/21 19:43)
Diogo Castro