Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MENINA

Menina que te chamei assim
Fascinantemente em murmurios
E querendo estar entre seus cabelos
Pedindo para ser por ti chamado

Foste maior em cada delirio
Num transe extra temporário
Fugiu a doce realidade
De mensagens nunca relatadas

Perdeu o passo de uma realidade
Fingida e mal percebida
Norteada passaria sentir a chama
Sem como poder reagir

Entre piscadas mais rápidas
Que levava ao mundo irreal
E no calor natural a sua volta
A melancolia fazia mudar

Seu rosto tornando roseo
Num lampejo inconstante
Delirava na brisa da manhã
Com o ardor da paixão.
                                                                                             
Julio Alves Filho
Enviado por Julio Alves Filho em 05/01/2006
Reeditado em 17/01/2006
Código do texto: T94666


Comentários

Sobre o autor
Julio Alves Filho
São Paulo - São Paulo - Brasil, 57 anos
233 textos (13787 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/20 13:19)
Julio Alves Filho