Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VONTADES

               

Só não te quero um pouco porque muito te quero
E se te quero, louco, para sempre te espero
No desespero que sinto tu sabes, minto
Dizendo que é pouco que vou te querendo.
Mas então me diga, como não te querer?

Pois te quero e quero te ter de repente
Quem sente sabe o que vale na mente.
Muito mais um momento estando sozinho
Comigo, contigo andando ao meu lado
Me comovo, se movem, presente e passado
Mesclados somente, mas te quero e como te quero
Te quero e sempre te espero
Um pouco.
Afoito, pois pouco
É muito. Absurdo
Como não te querer, me diga?
Como vou te esquecer, mentira!

Sabendo que assim vou morrendo eu vou
Cedendo meu tempo, as folhas no vento eu sou
Um sopro ameno no pé do ouvido, sussurro e desejo
Ao menos, quem sabe um beijo
Me leve voando pra perto de quem mais quero,
E como quero.
Pra sempre te quero.
Momentos sedentos que só espero
De quem mais e mais dia a dia almejo
Mas me diga, querida, como então não te querer?
Cayus Marcws pocotirios
Enviado por Cayus Marcws pocotirios em 24/04/2008
Código do texto: T960380


Comentários

Sobre o autor
Cayus Marcws pocotirios
Manaus - Amazonas - Brasil, 32 anos
48 textos (8707 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/05/21 01:08)
Cayus Marcws pocotirios