Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MULEKOTE MATUTO

num sonho de criança numa vida de adulto
hominho do barraco, líder absoluto
benzido nos terreiros fortificado no peito
com uns olhos de sorriso e um coração de luto
o pai já se fora Deus assino o indulto
herdou honra, tristeza e a manha de furto
um cinco cinco nos livros pra não te tempo curto
rezado nos sambas nos jongos nos pontos
adotou de riqueza amizade em dote
viu se bem sem bens sem luxo sem um conto
protegido e ungido por erês foi afoito
sua oração criança ele uma, fez delas culto

mulekote: porta amor então ta preso e soluto
solto e ileso, nas prisões de beijos muitos
em paus-de-arara  já posto importunado imposto
negou até a morte quando ela visitou teu busto
reviraram a mente o orgulho e outros assuntos
feriram a face, mas não arrancaram o sorriso do rosto
defensor da liberdade e os baratos que eu discuto
com esperança de futuro, leva a vida no susto
preza pelos seus sempre a todo custo
entre algemas e mãos meninas ele envolto
nos funks futebol e revolta
molekote ainda, e puto

mais astuto
do tipo que planta e não espera o fruto
pois se não der fruta come pedra e pronto
dono de um coração robusto
dos que renasce dos cantos de amor e canto justo
inquieto com  bruto e corrupto
se matou foi sensato e abrupto
sempre na segunda com adulto
esses que não cabe ouvir, e não sabe muito
leva uma vida errada rica e inútil
Exploram os menor pra satisfazer sua vida fútil

mulekote é de sorte, de olhar enxuto
do tipo que labuta e escuta, do meu barraco escuto
palavra que carrega: respeito mútuo
quem quis  seu mal nem viu nem o vulto
por esse rezo faço bom voto
as tias da igreja ta cheia de insulto
os policiais querem a morte num tulmuto
pra num moiá depois larga num viaduto
mais mulekote num morre renasce resoluto
num rap num poema num cordel tudo junto
numa ideia de uns loucos, das damas um assunto
mulekote bom, é vida é arte sem lucro
nasce das neuroses fortão e xucro
hábil e astuto tapeando o destino
mulekote matuto
akins kinte
Enviado por akins kinte em 24/04/2009
Código do texto: T1556521
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
akins kinte
São Paulo - São Paulo - Brasil, 35 anos
29 textos (7555 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/11/19 18:31)
akins kinte