Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DE MALA E CUIA




Encilho meu pingo
Cavalgo nas pradarias do imaginário
Campeio por palavras de sonhos
Juntando as letras e sinais
Tentando montar um poema
Que fale de lances,
De gentes, de amores e cores.

De mala e cuia,
Rompo-me com destino
Às pradarias do céu,
Na mala de garupa, vão aninhados,
Os meus mais puros sentimentos,
As minhas emoções...
Minhas boas intenções...

A vida é peleia
Endurece o gaudério,
Que apesar de ser sério
Á alma enternece
Ao ler um poema
Que fale de amor
Da prenda querida...
Das lidas campeiras...
Dos fatos da vida...

De mala e cuia,
Viajo ao país da Gramática
A encontrar a temática
Que me permita escrever
Palavras para enaltecer
Esta gente aguerrida
Da minha terra, querida.


De mala e cuia,
Queria dar-me ao luxo
De homenagear todo gaúcho
Deste mundo, em qualquer lado...
Que guarda em seu peito
Muita saudade deste pago!

Dedicado a todos os gaúchos espalhados pelo mundo.
Denise
Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 07/08/2005
Código do texto: T41004


Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 61 anos
11345 textos (954067 leituras)
16 áudios (8943 audições)
311 e-livros (34599 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/11/20 03:28)
Denise Severgnini