Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ALMAS BRANCAS

Brancas paredes, ar asseado...
Micróbios dizimados...
Cheiro de vida,
Que afasta a morte.
Nem todos têm sorte...
Uns passam...Outros ficam.

Luzes que ofuscam,
Os olhos de quem
Deitado na mesa
Deposita a certeza
De dormir
E novamente acordar.

Nas mãos daquele
Que segura a seringa,
Injeta na veia
O anestésico final.

Face oculta,
Pela máscara que cobre
Seu rosto...Seus gestos
São apenas expressos
Nos olhos que fitam,
Dando alento e coragem
Ao paciente,
Tantas vezes temeroso
Receoso de não acordar mais.


Nas mãos,
O destino daquele que opera,
Que salva a vida;
Cicatrizando a ferida,
Que dói,
Que corrói...


Herói de branco,
Tão sacrificado,
Às vezes acusado,
Quando os desígnios de Deus
Realizam-se e o paciente
Em plena cirurgia
Cessa de viver.


É assim o destino
Do cirurgião e seus auxiliares,
Internos, residentes, enfermeiras...
Toda equipe branca
De alma imaculada
Dá a certeza da vida
Àqueles que entregam
Seu dom mais precioso
Em suas mãos.


Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 18/10/2005
Código do texto: T60739


Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 61 anos
11345 textos (954417 leituras)
16 áudios (8943 audições)
311 e-livros (34602 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/01/21 16:40)
Denise Severgnini