Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Santa

Tudo é vaidade
Não há nada de novo
Debaixo do sol

Santa, santa, santa
Não diga não à mãe
Não diga não ao pai
Justa e santa
Sentada à mesa
Ditando teu plano de amor

Santa imagem feminina do céu
Teu nome é proferido em vão
Pelos belos e malditos que te amam
Pois teus beijos são os melhores que provei
E teu perfume é óleo que alimenta a chama

Santa, santa, santa
Não diga não ao filho
Não diga não a mim
Profana e santa
Deitada à cama
Guardando tuas honras de amor

Santa mulher senhora do paraíso
Tu és a mais bela das belas
E eu sou teu devoto secreto
Agora somos rainha e súdito
Amanhã seremos três por completo

Santa, santa, santa
Nunca diga adeus
Nunca diga adeus
Paulo Antonio Barreto Junior
Enviado por Paulo Antonio Barreto Junior em 05/09/2007
Código do texto: T639302
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Antonio Barreto Junior
Salvador - Bahia - Brasil, 46 anos
417 textos (6232 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 05:37)