Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AO LESTE DE TODA LUZ
Para Valdeck Almeida de Jesus

Irrompe ao leste
tua alma de primavera rebelde,
refúgio de lobos e cordeiros, equilibrados,
onde florescem teus pequeninos deuses
na manjedoura e sonhos.

Do desabraço materno, o que mudou?
O teu achado. Velocino de ouro, pena e escrita.

Não espera do amor mais do que existe
Saudades: deixa para os fazedores de sol.

Fazes seu próprio caminho de roseiral,
recita sem culpas os espíritos distorcidos
que ninguém comporá.
Que é a mesma fome e sede 
que adoece e cura até voar.

Ouves as cantigas de rodas
de um reino antigo, humanos a rastejar nos
Jardins de Urânio. 
Isso só para os iniciados.

Tens o cheiro suave de um choro sem culpas.
Quer música de corpos e sangue e carne quando chegar!

Banhemo-nos em tuas águas, 
letra geométrica natural,
Orvalho sem fonemas e imagens,
vermelho rubro de todos os destinos 
e suas ondas a salvar náufragos poetas.
 
Nós, perdidos na existência, fazemos tua sagração!
levando tudo embora para nos perder e nos achar.

Seremos teu pacto extraído do ocaso,
mistério das luzes,
precipício para se jogar.

Autora: Cristina Leilane Fernandes
Cristina Leilane Fernandes
Enviado por Valdeck Almeida de Jesus em 23/02/2021
Código do texto: T7191176
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Valdeck Almeida de Jesus
Salvador - Bahia - Brasil, 55 anos
1374 textos (649781 leituras)
26 áudios (5419 audições)
134 e-livros (78814 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/07/21 11:30)
Valdeck Almeida de Jesus

Site do Escritor