Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CHEIRO DE MASTRUZ!

(As terapeutas do lar não morrem...)

Olores benditos vêm à minha mente
Bem de manhãzinha, gritava de lá
-É Santa-Maria, remédio inocente
Tapem os narizes, bebam logo, já!

Ficava o problema: A Santa-era-boa
Mas aquele suco, pra lá de ruim
Você, beba tudo, ó menino à toa
Nossa verminose terminava assim!

Mastruz-lá no norte; os cabras da Peste
Já tomaram muito desse remedinho
Com este nome estranho, vindo do nordeste
Remédio também para os sambudinhos!

Sobradinho-Df, 01/11/07 - abello
abello
Enviado por abello em 01/11/2007
Reeditado em 30/03/2012
Código do texto: T719608
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
abello
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 75 anos
937 textos (66080 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 17:35)
abello