Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Epitáfio anónimo





Aqui jaz quem muito amou
E que por tal se finou.
Não me coroem de rosas
Prefiro um girassol
O ideal para quem afinal
Se finou porque apanhou sol.
Não me tapem com bandeira
Porque teria que escolher entre três
A de maior dilecção
Cubram-me com a minha capa preta
É uma forma perfeita de elogiar um poeta.
Fui livre disso não me queixo
Como pássaro de emigração
.Meu poiso era tosco
Mas tinha a minha devoção.
Fiz o que qualquer um faz.
Nem muito nem pouco mais.
Pelejei, amei, desfrutei.
Deleitei-me de saberes.
E de não menos prazeres.
Terras muita conheci
Como é bom viver.
E por lá aprendi
E agora depois deste empenho
Que estou a escrever
Só me resta dizer
Ponham-me num sítio à sombra.

2 de Novembro de 2007
21:44
Tetita
Enviado por Tetita em 03/11/2007
Reeditado em 30/11/2007
Código do texto: T721539

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tetita
Setúbal - Setúbal - Portugal
1397 textos (81089 leituras)
65 e-livros (5632 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 21:11)
Tetita