Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

White poem

De onde vem esta solidão?

Da árvore alta em frente da casa,
Do sábado sem vozes claras,
Do fundo do quintal, onde late o cão;

Veio do fundo do mar um dia,
Parou no aeroporto, fez que ia seguir.
Acabou perdendo o trem e a estação.

Vem do norte, mas talvez nem viesse
Se lá – sei lá! - houvesse alguém
Que lhe tivesse dado atenção.

Vem do sul, de mala e cuia,
Passa rápido e volta ao posto.
Vem da fronteira e fica sem chão.

Deixou a bagagem na sala,
Pintou a parede de branco
E nela escreveu com carvão:

“Vim pra ficar. Ou não”.


(Para Margot e William, parceiros sempre.)
Vany Grizante
Enviado por Vany Grizante em 13/11/2007
Código do texto: T735155
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vany Grizante
São Paulo - São Paulo - Brasil, 58 anos
430 textos (71475 leituras)
4 áudios (428 audições)
3 e-livros (373 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 03:08)
Vany Grizante