Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

REVERSES

AO TEMPO LANÇO MINHA ALMA
PARAINDO EM UMA SÓ DIREÇÃO, SEM PREDILEÇÕES
INCERTEZAS, OU CONSTENTAÇÕES.
O CAMINHO ÚNICO E INDEFERIDO
QUE PERCORRIA, A MINHA SOLITARIA TRILHA.
SEM IMPORTAR-ME COMO AS CONTRADIÇÕES DOS SENTIMENTOS
OU COM AS MARCAS DAS PAIXÕES.
              MAS OS REVERSES, DOS MOMENTOS GUINARAM
              MINHA DIREÇÃO,
              TOMARAM-ME PELA MÃO, VIRARAM MEU ROSTOS
              QUE COLIDIRAM COM TEUS OLHOS.
              MEUS LÁBIOS SECOS, SOLVERAM TEUS BEIJOS
              ANTES MINHAS MÃOS ERAM FIRMES.
              AO TORCAR-TE PASSARAM A DESFALECER
A ONIPOTÊNCIA LATENTE DENTRO DO MEU ÍMPETO
POR TERRA CAIU, QUANDO SORRATEIRAMENTE
DESCOBRI O QUE SENTIA POR TI
UMA MISCELÂNIA DE SENTIMENTOS
QUE TRASGREDIAM MINHAS PODERAÇÕES
ONDE A REGRA ERA SIMPLES.
               VIVER, DEIXAR VIVER .
                MAS AGORAR ENCONTRA-ME, ENLAÇADO
               COM LINHAS TENUES,
               TÃO FINAS E DELICADAS COMO SUAS MÃOS
               ARREBATADOS, POR FURACÕES QUE DILACERAM
               A RAZÃO.
ENCONTRA-ME AS LEMBRANÇAS, DAS BOAS AVENTURANÇAS.
MAS AGORA VOCÊ, CHEGOU E TORNOU-SE A ESPERANÇA.
ESTOU AS AVERSAS, DA ROCHA PARA ÁGUA.
MINHA ÉGIDE POR SOLO CAIU.
MINHA RAZÃO DESAPARECEU NOS BEIJOS TEUS
ESTOU VIVO, POIS ENSINAR-TE-ME A SENTIR
ANTES IMPERAVA A RAZÃO,
AGORA TAMBEM TEM VOGA O CORAÇÃO
ONDE MEUS OLHOS ABREIM-SE QUANDO TE VEEM.
                O QUE POSSO EU DIZER SE ESTOU MAS AVERSAS.
                OS REVESES, TRANAFORMARAM.
                QUANDO AS LIRAS DOS SONS DA TUAS PALAVRAS
                 CHEGARAM AOS MEUS OUVIDOS.
PARA VOCÊ.
 
SILVIO BARROS
Enviado por SILVIO BARROS em 01/12/2007
Código do texto: T760891
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
SILVIO BARROS
Manaus - Amazonas - Brasil, 43 anos
28 textos (668 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 05:08)
SILVIO BARROS