Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LIMPANDO A ALMA


Remexi no sótão esquecido da minha alma
Não perdi a calma com os entulhos que encontrei
Velhos ranços proferidos, mágoas não esquecidas
Afetos mal resolvidos, palavras vãs articuladas
Uma decisão sábia a mim chegou, divinal...
Todo este lixo guardado em mim, foi dizimado
Soterrado nas pérfidas profundezas do umbral
Não vale a pena colecionar fétidos dissabores
Mais pertinente a mim, é cultivar amores...
Como flores sublimes de um jardim celestial
O que há de bestial no mundo, cruel e imundo
Deleto...vira dejeto num submundo qualquer...

Com a minha alma limpa e leve
Vou abrindo meu coração à vida
Que venha a felicidade, minha porta está aberta
Aceito a sua oferta, de ser feliz
E de fazer aos outros felizes também!

Faxinei minha alma
Ela fascinou a poesia
Ditou-me regras de alegria
As quais, eu seguirei sem vacilar
A mais rígida de todas elas
Há de em mim imperar
Denise, tu deves só amar e perdoar!
Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 03/07/2005
Código do texto: T30691


Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 61 anos
11345 textos (953076 leituras)
16 áudios (8941 audições)
311 e-livros (34559 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/08/20 02:33)
Denise Severgnini