Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Conversando com o Abismo

Faz calor aqui dentro
o teclado já não responde aos dedos
nem os dedos sabem mais comandar o teclado

As ondas do cérebro chegam tardias
As ordens mal interpretadas
Vejo o abismo da noite lá fora
converso com o meu abismo interno

Procuro lá no fundo razões
que a razão não quer encontrar
quer o encontro da razão
com esta razão que não quer voltar

Chamo de novo o abismo escuro
e mais uma vez olho pras luzes distantes
desta minha janela errante
lá no fundo do abismo

Sinto o calor
o suor nos braços
a roupa que coça a pele
na madrugada quente
no abismo quente do meu quarto de escrever

Faltam poucas horas
pro abismo do dia chegar
Tudo é melhor no escuro da noite
que o real abismo da luz do dia

Penso equivocada
que sou o único ser não dormente
nesta madrugada quente
a abismos escrever
E neste meu abismo eu mergulho
e procuro o escuro fundo escuro
pra nos braços de Orpheu
cair no abismo profundo.


Fátima Batista
Enviado por Fátima Batista em 05/04/2006
Reeditado em 12/12/2007
Código do texto: T134044
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Fátima Batista
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
1448 textos (76648 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 21:43)
Fátima Batista

Site do Escritor