Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Presente

Telefone mudo
Primavera que não existe mais
Caixa vazia
Poesia que ficou pra trás

Carro parado
Estradas que não percorro mais
Cama vazia
Mentira que não satisfaz

Corpo sedento
Amor que te quero tanto
Volta correndo
Vem secar meu pranto

Mente demente
Lágrimas que se fazem manto
Longa noite
Perdida no seu desencanto

Olhos perdidos
Tão distante no passado
Ausência sentida
De um rosto tão amado...


Fátima Batista
Enviado por Fátima Batista em 26/04/2006
Reeditado em 12/12/2007
Código do texto: T145421
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fátima Batista
Santo André - São Paulo - Brasil, 56 anos
1436 textos (75310 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/19 04:43)
Fátima Batista