Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LABIRINTO DE SAUDADES

                     Tempos idos encantados,
                     Onde os sonhos vicejavam...
                     Entre amores redivivos
                     Minha alma se exaltava!

                     Nas auroras cor de rosa,
                     As primícias dos amores...
                     No luar que fulgurava,
                     Os olhares se encontravam!

                     Belas tardes de domingo!
                     Meu sorriso de menino
                     - liberto, abrindo asas -,
                     Devastando o infinito!

                     Hoje, nostálgico me encontro
                     Tendo os olhos marejados
                     Na penumbra do meu quarto
                     Em labirinto de saudades!

                     As estrelas não fulguram
                     O esplendor de outrora
                     Em que amores sublimados
                     Flutuavam pelo prado!

                     Os meus cabelos grisalhos
                     E meus olhos entre lágrimas
                     Refletem ostensivos laivos
                     Da nostalgia incrustada.

                     Caleidoscópio fragmentado
                     Em tristes noites hibernais,
                     Mas minha lágrima que é pura,
                     Brilha à luz do teu olhar!



Antenor Rosalino
Enviado por Antenor Rosalino em 27/06/2009
Reeditado em 03/08/2010
Código do texto: T1669962
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Antenor Rosalino
Araçatuba - São Paulo - Brasil, 71 anos
726 textos (57556 leituras)
1 e-livros (155 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/20 07:37)
Antenor Rosalino