Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
SAUDADE DESSE BOLERO
Nadir A. D’Onofrio


Podem até dizer
Isso é coisa do passado!
Nostalgia, coisa antiga!
Quando em teus braços estou
Enlevada nos, acordes musicais,
Sob a batuta do teu coração,
Não sinto o tempo passar!
Aprisionada para sempre,
Nas algemas das tuas mãos
Gostaria de ficar...
Parem o relógio do tempo...
Deixem-me nessa ilusão
Imagine-me, sua grande paixão!

Amando viveremos
Momentos de fantasias,
Quem nunca sonhou?
Com certeza, também, nunca amou!
Devaneios, sonhos, ilusões,
Não é doença, alucinação.
São sentimentos brotando,
Do solo fértil da imaginação!
Crescendo, florescendo, frutificando,
Em sementes se transformando,
Até fenecer, nos braços de um amor,
Da solidão ou da natureza...
Renascendo para novas proezas!

30/08/2004
Santos/ SP
Respeite Direitos Autorais.

 
Nadir DOnofrio
Enviado por Nadir DOnofrio em 18/01/2005
Reeditado em 05/10/2020
Código do texto: T1843
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Nadir DOnofrio
Serra Negra - São Paulo - Brasil
947 textos (103356 leituras)
147 áudios (14213 audições)
12 e-livros (3173 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/11/20 14:15)
Nadir DOnofrio

Site do Escritor