Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Cento e Vinte



Sento e espero
Na esperança da noite passar
Sento e conto
Conto dias, horas, minutos, segundos...
Conto o eterno, o definitivo, o insofismável
Conto nos dedos, nos sulcos do rosto
Nos lenços de papel

Cento e alguma coisa, é mais que cem
Sem o cento do dia findo
Sento e vejo o cento passar
Mas sentada fico a esperar
Que a estrada seja curta, e
A passagem centesimamente
Mais fácil de esperar

E
Lá no fim do túnel
Com cento e vinte passos a ultrapassar
Um passo adiante do outro
Não é fácil caminhar
Sem para trás olhar
Sem parar e sentar
Na centésima parte de um sonho
Que há muito deixou de caminhar

Sento e espero
O tempo passar...



Fátima Batista
Enviado por Fátima Batista em 26/07/2006
Reeditado em 10/12/2007
Código do texto: T202036
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fátima Batista
Santo André - São Paulo - Brasil, 55 anos
1435 textos (74517 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/07/18 12:58)
Fátima Batista